A eletrificação de veículos está prestes a desencadear uma mudança significativa na demanda mundial por petróleo, com efeitos tangíveis já a partir deste ano. O banco Citi antecipa uma desaceleração no consumo de petróleo, intensificando-se em 2025, quando os carros elétricos poderiam deslocar até 500 mil barris/dia de petróleo.

A projeção do Citi aponta para um crescimento mais moderado da demanda global por petróleo em 2024, estimado em 1,3 milhão de barris/dia, em comparação com os 1,9 milhão de barris/dia registrados em 2023. Analistas atribuem essa desaceleração não apenas à perspectiva econômica global mais tênue, mas também à rápida transição energética, impulsionada pela eletrificação e ganhos de eficiência.

99 Zletric hub recarga paulista (1)

O estrategista de commodities do Citi, Eric Lee, destaca que a transição energética e a ascensão dos veículos elétricos já estão influenciando o consumo de petróleo. O banco prevê que as vendas de veículos elétricos e híbridos atinjam 30 milhões de unidades em 2025, com um aumento significativo em mercados emergentes e na Europa, enquanto nos Estados Unidos, embora mais lentas, ainda são consideráveis.

recarga_Eletroposto_Volvo_Barra_Mansa (2)

As projeções apresentadas durante um evento para clientes no Brasil indicam uma mudança nas relações históricas entre o crescimento do produto interno bruto (PIB) e o aumento da demanda por petróleo até 2025. Este fenômeno é um indicativo claro da influência cada vez maior dos veículos elétricos na matriz de transporte global.

Apesar das projeções promissoras para os veículos elétricos, o Citi observa que a infraestrutura de recarga ainda não deve ser um impedimento significativo para a demanda desses veículos em 2024 e 2025. O evento reforça a perspectiva de que a demanda global por combustíveis fósseis está ingressando em um período de desafios crescentes, abrindo caminho para a transição energética mais sustentável.

Fonte:EPBR