Com o melhor resultado da série histórica no Brasil em 2023, os carros elétricos, híbridos e híbridos plug-in avançaram em todas as regiões do país, com taxas de crescimento de pelo menos 60%, de acordo com o levantamento realizado pela ABVE. 

Apenas quatro estados tiveram aumento de emplacamentos de eletrificados (HEV+PHEV+BEV) inferior a 50% em relação a 2022. A região Sudeste continuou liderando o crescimento das vendas (+101%), mas o Nordeste também teve desempenho expressivo (+91%), seguido pelo Sul (+82%), Centro-Oeste (+73%) e Norte (+67%).

vendas estados

Em oito estados os emplacamentos aumentaram mais de 100%. Os destaques foram Espírito Santo (+169%), Distrito Federal (+161%) e Alagoas (+146%), seguidos por Ceará (+113%), Sergipe (+107%), São Paulo (+105%), Rio Grande do Norte (+103%) e Santa Catarina (+101%). 

Destaque na análise, o avanço de 91% no Nordeste, com 11.788 emplacamentos de carros elétricosehíbridos em 2023 (contra 6.175 em 2022), indica que a transição energética deixa de ser um fenômeno dos estados do Sudeste e começa a se espalhar por todo o país.

abve vendas estados 2023

A evolução das vendas de eletrificados no Nordeste foi puxada pelo forte aumento em cidades como Maceió (+192%), Fortaleza + (173%) e Recife (+134%). Outras cidades pelo país também se destacaram em 2023, com crescimento na faixa de 200%. Exemplos: Campinas (+247%), Vitória (+195%), Maceió (+192,2%) e Brasília (+192,1%).

Galeria: Avaliação - BYD Dolphin Plus (BR)

Em números absolutos, a liderança por cidades segue com São Paulo (15.648), seguida por Brasília (6.401), Rio de Janeiro (4.332), Belo Horizonte (3.689) e Curitiba (3.152). Por Estados, São Paulo mantém a liderança isolada das vendas totais de eletrificados (32.787 em 2023, ou 35% do total), seguido por Rio de Janeiro (6.901 - 7,3%), Minas Gerais (6.413 – 6,8%) e Distrito Federal (6.401 – 6,8%). 

Ao todo, o Brasil emplacou 93.927 veículos leves eletrificados em 2023, batendo todas as previsões, com crescimento de 91% na comparação anual. Só em dezembro, as vendas chegaram a 16.279, quase o triplo das 5.587 de dezembro de 2022 (+191%), superando todos os recordes mensais da série histórica da ABVE Data. 

Fonte: ABVE