A eletrificação é um processo que está afetando muitos países em todo o mundo. E a Rússia está entre eles, apesar do fato de que Moscou não está indo muito bem industrialmente, devido às inúmeras sanções impostas pelo Ocidente por causa da guerra na Ucrânia.

A grande maioria dos fabricantes e empresas ocidentais deixou a Rússia, mas isso não está impedindo o país de buscar sua própria corrida elétrica pessoal. Prova disso é esse estranho protótipo, chamado "Amber" e desenvolvido pela Politécnica de Moscou.

Um "Frankenstein" difícil de identificar

Há poucas informações sobre esse carro (ou van?) movido a bateria, mas há muitas perguntas. Primeiro de tudo: por que ele tem essa aparência? A carroceria parece combinar partes de carros diferentes, com uma frente caracterizada por faróis de LED circulares muito pequenos, uma pequena grade que parece uma boca e dois ganchos de reboque. Na lateral, há uma linha de cintura exageradamente alta e dois orifícios, cujo uso não está bem especificado.

external_image

As rodas são desproporcionais ao tamanho da carroceria e, para aumentar a estranheza, há também um degrau para subir a bordo, que lembra as vans blindadas. Não temos ideia de como é o interior, mas acreditamos que, mesmo a bordo, esse Amber é tudo menos normal.

Ele se tornará padrão em 2025

De acordo com o World News Today, o Amber é construído inteiramente na Rússia, com vários componentes vindos da China. É muito provável, portanto, que baterias, motores elétricos e outras peças sejam importados de Pequim, enquanto a produção foi confiada à Avtotor da Rússia, que construirá os primeiros exemplos de produção em 2025 em Kaliningrado.

A Avtotor tem um longo histórico produzindo carros de outras marcas. Já teve parceria com a BMW, montando X1, X3, X5, Série 3, Série 5 e Série 7. A GM também fez um acordo com a empresa russa, levando à fabricação de modelos como Cadillac Escalade, Chevrolet Malibu e Opel Astra. Nos últimos anos, tem feito o Hyundai Elantra e o Kia Optima para o mercado local.

Também é preciso dizer, no entanto, que a própria Avtotor adianta que o carro que chegará às concessionárias russas será diferente do modelo das fotos. Só temos que "confiar" e esperar alguns meses por mais informações.