platincasino

platincasino - BorgWarner exporta sistema de gerenciamento de bateria produzido no Brasil

Divisão brasileira amplia produção e se torna o centro de referência global em BMS para outras unidades da empresa

BorgWarner - sistemas baterias veiculos eletricos brasil (3)BorgWarner - sistemas baterias veiculos eletricos brasil (3)

A BorgWarner, fabricante global de componentes para a indústria automotiva, anuncia um novo passo no segmento de mobilidade elétrica com o anúncio do início da exportação dos módulos de gerenciamento de baterias (BMS) desenvolvidos no Brasil para outras unidades da empresa. 

O anúncio foi realizado durante o evento que marcou a divulgação dos resultados de 2023, com destaque para a ampliação do papel da unidade de Piracicaba (SP), onde são montados os módulos de baterias para ônibus e caminhões elétricos destinados à clientes como a Mercedes-Benz, por exemplo. 

Módulos de baterias da BorgWarner no chassis de ônibus elétrico Mercedes-Benz eO500U

Marcelo Rezende, diretor para sistemas de baterias, falou sobre o projeto bem sucedido de montagem de baterias na fábrica de Piracicaba (SP) e celebrou os resultados do primeiro ano de operações no local.

O executivo explicou que nesse primeiro ano de produção a BorgWarner conseguiu fechar um acordo com outras divisões da empresa para fornecer sistemas de baterias, incluindo o módulo montado no Brasil, que atenderá ao mercado interno e também será exportado. 

“Já tínhamos como meta ampliar a nacionalização da montagem de baterias no Brasil, multiplicar por cerca de 20 vezes o faturamento da fábrica e quadruplicar o número de funcionários durantes os próximos anos,” explica Marcelo Rezende, Diretor para Sistemas de Baterias da BorgWarner no Brasil.

“Com essa demanda adicional, a planta de Piracicaba encerrará 2024 com duas linhas de produção do BMS e ampliará em cerca de 3 vezes o volume de produção atual do componente.”

Por conta desse novo passo, será aberta uma segunda linha de montagem de baterias na unidade de Piracicaba (SP), com uma ampliação do volume em cerca de 3 vezes - capacidade de até 5.000 sistemas de baterias.

Rezende destaca que o mercado está bem aquecido, com previsão de rápido crescimento, principalmente considerando o aumento dos pedidos em São Paulo (SP), apoiados na lei municipal que prevê a transição energética para uma frota de ônibus elétricos.

Além de exportar os sistemas de baterias, a divisão brasileira para a ser referência para outras unidades da BorgWarner, oferecendo suporte na instalação de novas fábricas de baterias da empresa. 

A planta localizada no interior de São Paulo monta, atualmente, o Sistema de Gerenciamento da Bateria (BMS), os módulos de conexão entre as baterias (Junction box), a Unidade de recarga de corrente direta (DCCU) e a Unidade eletrônica de controle (EDCU) - o pacote de baterias propriamente dito vem da Alemanha.

Além disso, a empresa anunciou recentemente que já tem um cronograma para ampliar a localização da montagem dos sistemas de baterias na sua fábrica localizado interior de São Paulo.

Globamente, a BorgWarner tem um portfólio variado de soluções para a mobilidade elétrica que inclui até inversores e motores elétricos integrados, como mostra um desenvolvimento recente da empresa na China. Trata-se do iDM220, um módulo de propulsão elétrica altamente integrado que incorpora um motor elétrico que tem um estator compacto, uma caixa de engrenagens fora do eixo integrada e um inversor à base de silício.

platincasino Mapa do site