Esperado há algum tempo, o primeiro Tesla equipado com baterias fornecidas pela BYD chegou: está saindo das linhas de produção da Gigafactory em Berlim. É um Model Y - também porque apenas esse modelo é produzido na Alemanha - e está equipado com a bateria Blade, uma famosa bateria produzida pela empresa chinesa com química LFP (lítio-ferro-fosfato).

O lado bom é que, embora a colaboração entre as empresas americanas e chinesas fosse conhecida por muitos, nenhuma delas jamais admitiu oficialmente qualquer acordo. Talvez porque, em termos de vendas de carros elétricos, elas sejam, respectivamente, a primeira e a segunda do mundo e vivam em constante competição. Mas agora não há mais dúvidas.

Bateria BYD Blade

A bateria Blade, que é fornecida pela FinDreams, uma subsidiária da BYD, que fabrica baterias, tem a peculiaridade de ter uma arquitetura cell-to-pack. Isso significa que ela não tem muitos módulos intermediários, o que aumenta sua densidade de energia.

A bateria, que foi submetida a uma série de testes de avaliação, tem um bom desempenho. No Tesla Model Y, onde tem uma capacidade de 55 kWh, ela conseguir ir de 11% a 71% em apenas 15 minutos, graças a uma potência máxima de carregamento de 170 kW.

Tesla modelo Y - impressoes

E com a divulgação desses dados, os fãs da Tesla no fórum local da TFF alemã já estão encontrando algumas diferenças interessantes, com destaque para o fato de que as novas células BYD parecem manter a taxa de carga de pico por muito mais tempo.

De modo geral, o Tesla Model Y com a nova célula BYD tem uma taxa de carga máxima semelhante ao antigo Model Y com células CATL LFP. No entanto, as novas células parecem ser capazes de manter essa taxa de carga – e, em geral, uma taxa de carga mais alta – por meio de um estado de carga mais alto. Isso deve se traduzir em uma sessão de carregamento mais rápida no final.

Galeria: BYD Blade Battery

BYD ou CATL?

Aparentemente, a Blade Battery de origem chinesa chegou à Gigafactory de Berlim há um mês. Em 4 de maio, segundo a imprensa alemã, ele entrou nas linhas e cerca de 15 dias depois, em 20 de maio, o primeiro Model Y com a nova bateria seria concluído.

No momento, o Model Y com bateria chinesa ainda não está oficialmente em produção. Ainda está na fase de protótipo. Poderia, no futuro, chegar à tabela de preços como opção de entrada, com uma autonomia de 440 km. Nada mal se pensarmos que o Model Y de entrada produzido na China, que monta uma bateria assinada CATL, tem uma capacidade de 60 kWh e uma autonomia de 455 km.

 CapacidadeAutonomia
Bateria BYD Blade55 kWh440 km
Bateria CATL LFP60 kWh455 km