O plano de transição energética da GM abrange todos os segmentos e certamente os carros esportivos não ficarão de fora. No entanto, quando se trata de modelos tradicionais como o Chevrolet Camaro, qualquer anúncio sempre causa polêmica, como o rumor que surgiu nesta semana de que o modelo icônico será sucedido por um sedã elétrico. 

De acordo com a matéria publicada pelo Automotive News, um cronograma de lançamentos futuros da GM prevê que um sedã elétrico irá ocupar o lugar do cupê de alto desempenho que faz parte da história da marca norte-americana. Segundo apurado, o Chevrolet Camaro como conhecemos permaneceria no mercado até 2024.

Chevroelt Camaro elétrico teaser

Ainda não há detalhes sobre como será esse sucessor do Camaro. É possível que a GM mantenha o nome do cupê esportivo, mas sobre o seu formato tudo ainda é um grande mistério. Caso os rumores se confirmem e a marca seja realmente ousada ao optar por um modelo de quatro portas, certamente os fãs mais tradicionais ficarão incomodados - o Camaro sempre foi um carro duas portas ao longo de sua trajetória de décadas.

Galeria: Chevrolet Camaro 2020

A Ford, por exemplo, seguiu um caminho diferente ao lançar o SUV elétrico Mustang Mach-E e manter o modelo tradicional à parte, que assim como o cupê da Chevrolet, também será sucedido por uma variante 100% elétrica, mas preservando o formato e a configuração duas portas. 

O fato é que a GM vai entrar em uma fase mais acelerada da transição dos carros com motores a combustão para os veículos elétricos, e esse processo não será nada fácil: 

"Não sei como a GM será capaz de realmente fazer essa transição sem ver em algum ponto uma pequena queda de volume que pode ser recuperada quando os EVs estão mais fortes", disse Stephanie Brinley, analista principal da IHS Markit, à Automotive News.

A GM trabalha para que até 2035 todos os seus carros sejam elétricos em todos os mercados globais em que atua, uma missão ousada e que vai exigir um esforço colossal, tanto em termos de lançamentos como posicionamento de mercado com os futuros elétricos.

Siga o bwin no Twitter

Siga o bwin no Facebook

Siga o bwin no Instagram